Seguidores

sábado, 26 de junho de 2010

Amaram com verdade

Ao entardecer espetei espinhos


Na rosa mais preciosa

Entreguei minha riqueza

Nos campos de ouro

Ela olhou para mim

E falou que eu era tudo

Eu tudo entreguei

Eu ate festejei

E sua boca beijei

Sua mão agarrei

Ao povo falei eis meu amor

Ao anoitecer minha pobreza

Algo que meu amor lamentou

Sua preocupação era enorme

Eu era feliz ela me amava

Mas minha pobreza a preocupava

Meu sonho concretizara

Meu amor tinha encontrado

Minha flor estava diferente

Tudo tinha perdido

Perguntei se me amava

Respondeu que tinha duvidas

Meu coração tremeu

Então lhe entreguei

Meu maior tesouro

Meu coração todo o meu amor

Nada lhe iria faltar



Nada iria faltar

Promessa é promessa

Então chegaram as dúvidas de meu amor

Mas como havemos de viver

O que havemos de comer

O que vamos vestir

Ao qual respondia com amor

Minha flor não se preocupe

Com o amanha tudo farei

Para te agradar

Tudo farei para nada faltar

Meu rei disse ela

Estou cansada quero dormir

Ao qual respondi dorme minha vida

Dormi como quem ama

No paraíso de sonhar

Mais tarde ao acordar

Só restava um em nossa cama

Esse um era eu

Nada de meu amor restava

Nem algo para me lembrar da despedida.

Nunca se arrependam de amar

Mesmo que não sejam correspondidos

Amaram com verdade

Sem mentira

Bem aja aqueles que amam

1 comentário:

MariAne disse...

O amor é entrega completa
onde dois se fazem um...
Que doida estas palavras que expressam um amor partido.