Seguidores

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Acorda


Acorda
Sente o toque da chuva em sua face
O vento mudou
Mude com ele também
Abrace essas nuvens
Que dessa agua sua alma lavou
Faz tempo que você deixou seu deserto
Seu tempo incerto
Voltou sem sua alma voltar
Porque se prende ao que já não vem
Porque chora por aquilo que não tem
Porque não abraça seu jardim?
Porque cobiça o jardim do vizinho
Será mesmo melhor que o seu
porque se joga fora assim
Se descalça
E coloque seus pés na lama
Rebole nessa erva danada
Beije a flores da primavera
Cante com os pássaros as melodias da vida
crie uma vida sincera
Não crie
Não invente
Apenas viva
com alma sentida
Ame de olhos abertos
Você os fechou no tempo
Não receie os espinhos
Nem as pedras pelo caminho
Aceite tudo de bom grado
De sorriso aberto
E tudo mais lhe será acrescentado

5 comentários:

MariAne disse...

Acordar...
Dar cor ao dia...
O que se faz presente
em sentimentos, nao se mente
O que faz prisao
cega, cobre a visao
Quisera ser
tao facil viver
Quisera amar
sem dor, sem lar
Acreditar na cor
do dia que dou
Acreditar em mim
na vida, no amor
Se nao houvessem tantos por quês?
Se nao houvessem tantas desilusões
Que a vida tece em medos
Emaranhados nas lembraças assombradas
As flores, sim flores de primavera
cores sinceras
tao distantes e tao belas
Embalam o canto dos pássaros em arrevoado namoro
Envolve eternos namorados, em promessas incertas
Ha de ser um dia
em que os olhos serao abertos
Havera alegria
nada mais estara encoberto
Eis meu legado
Quando tudo estiver sido acrescentado

Luís Coelho disse...

E lá fora a chuva cai em grossas bátegas que estremecem o chão.
Os pés descalços saboreiam a água fresca que tomba dos telhados rotos.

Acordar é tempo e amar é preciso.

Mih_ disse...

que poema mais lindo!
adorei cada palavra!

os ventos são capazes de nos transformar, dependendo da direção que tomam...

lindas palavras!

abraços..

Mih

Cria disse...

Grandiosa expressão ! Beijo, poeta amigo.

Mina disse...

Tudo muda e nós porque não mudarmos também ? erros todos cometemos, com o nascer do dia nasce também a oportunidade de mudar, o sitio o lugar a pessoa e ate o sentimento porque não, somos seres mutáveis e adaptáveis assim como a nossa vida e moldável vamos dar nos a felicidade e rumar ao sabor do bom vento. kiss