Seguidores

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Foto cedida gentilmente por João Teixeira


Agora que pensava em mudar todos meus fins
Você se lembra de mim, logo agora que quero ser esquecido.
Perdoa-me, eu te amei tanto que me esqueci que este mundo
Não é lugar para amar.



3 comentários:

MariAne disse...

Estes trilhos levam a caminhos sem fim, folhas caidas ao léu contam que a vida tem seu ciclo e que o hoje não volta mais, caminho apenas de ida. Sigo em frente, mesmo que a estrada seja de ferro de olhos vendados, ouvidos atados, quero respirar a natureza e ver a pureza que esta imagem me traz...

SolBarreto disse...

Desculpe, mas aqui tenho que discordar de ti!
"Perdoa-me, eu te amei tanto que me esqueci que este mundo
Não é lugar para amar."
Todo lugar é lugar para amar...mas isso claro quando se ama verdadeiramente!

Filipe Assunção disse...

Sol

Não me refiro ao local mas sim a dificuldade que o ser humano tem em amar.
Porque esta tanta gente sozinha, sofrendo por amor?
Porque há tanto divórcio?
Não será mesmo deste mundo que não facilita o amor!

com carinho,

Filipe