Seguidores

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Estaremos mesmo esquecidos?


Estamos aqui todos prostrados a um, apenas um olhar
Assistindo a decadência global
Estamos aqui sem um abraço por dar
Uma palavra para consolar

Todos iguais
Todos diferentes
Muitos Ausentes
E poucos presentes

Estamos todos sobre o mesmo olhar
O pai que não tem o filho como sustentar
Estamos todos sem Deus para rogar
Caídos! As vezes vencidos

Não sei se este é um bom lugar
Para uma tenda montar
Algo que nos cobra de sentimento
Se apenas devemos gritar

Não conheço o pensamento
Do homem que tanto fala em mudar
Latente se torna o homem
Em seu labirinto sem fim

Será que os ais
Se erguem aos céus
Será que nossas lágrimas por ti são ouvidas
Será que nos olhas nos olhos

Estaremos mesmo esquecidos?
Perdidos em tanto horror
Ou serão apenas momentos
Entre as montanhas
Que tu o Deus próprio descoloras

Seremos apenas um nada entre tudo
Ou seremos um tudo de nada
Caminhando para algo maior
Ainda existe tempo?
Para juntos vencermos

Será que os ais
Se erguem aos céus
Será que nossas lágrimas por ti são ouvidas
Será que nos olhas nos olhos




 


2 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Viver é um risco que todos queremos correr.
Depois deste vale de lágrimas nunca saberemos o que nos vai acontecer.
Que seja o que Deus quiser mas que me dê forças para lutar e vencer enquanto por aqui viver

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Filipe
Não podemos perder a esperança, por mais que possam parecer difíceis os obstáculos, Deus sempre estará ao nosso lado.
Abração