Seguidores

quinta-feira, 4 de abril de 2013

ARCO ÍRIS

ARCO ÍRIS

Onde estas agora?
neste momento sem gloria,
em que meu telhado
se abre pela chuva que me gela.
Onde estas coração,
me deixando despido
chorando sem razão,
na dor que me aperta.
Minha alma desperta,
pensando em ti neste momento.
Ouvindo o som do vento,
imaginando se pensas em mim,
como penso em ti.
Se penso,algo acontece
meu corpo estremece,
minha alma acorda,
se assim me beijas
e me tocas !
Ai quando me desejas, seu beijo este que me acalenta,
desejo que esquenta.

Onde estas meu amor,
me deixando nesta dor, meu coração clama por ti,
minha vida não tem sabor ,
minha alma perdeu o arco iris de todos os dias.
Onde estas minha inspiração.

Minha razão se torna teu corpo
não te quero por um abraço,
por uma noite apenas
tornando tudo sem existência,
te quero não por te querer,
te amo não por amar,
neste coração que cavalga
para te encontrar.
Quero-te olhar e mais uma vez sonhar,
que nosso amor,jamais ira acabar...

DUETO: Filipe Assunção e Tâ Faria

1 comentário:

Tâ Faria disse...

Querido Poeta que honra participar de uma obra linda como essa,junto de ti,o meu muito obrigado por esse carinho...
Beijinhos Poéticos

Tânia Faria