Seguidores

sábado, 25 de dezembro de 2010

São vinhos de verão

Me deixa dizer
Isso são amoras
São sonhos de verão
São ideias
Quando namoras?
São vinhos de verão
Que eu carrego em tua boca
Cerejas que te entrego
No beijo da primavera
Quem será?
Quem me bate a porta
Será voce? Pelo bater de toque levemente
Meus olhos te escutam
As palavras que você não consegue falar
Sim serei eterno
E você também
Pois sou poeta
Tenho o dom
Mas não a razão
E meu vinho de verão
E de esporas de prata
Pois sou cowboy de verão
Sem chapéu no sol que me queima
Eu tenho o rebanho
E você me tem a mim
Eu sou o burro do estábulo
Você a lavadeira
Eu beijo
Você abraça
E agora?
Que me diz
Chove sim
E eu sem roupa te sigo na praça
Na chuva molhada
Em que você dança
E eu?
Eu apenas te olho!!!

6 comentários:

Fernanda Rocha Mesquita disse...

Passo para desejar um feliz natal

Filipe Assunção disse...

Fernanda,

obrigado pela lembrança,desejo muito amor para si para seu marido e todos os que junto a vos fazem as cores do arco iris.

eu não acredito no natal,acredito em algo eterno não em algo de um dia.

cumprimentos de Portugal,aquele Pais que tambem e seu,

Filipe

Fernanda Rocha Mesquita disse...

eu tambem nao acredito no natal... acredito na construcao do amor dia a dia... e que devemos olhar o nosso semelhante todos os dias com atencao e respeito... de qualquer modo obrigado pela tua resposta... faco parte da festa porque as pesoas que amo gostam do natal. no entanto como nao conheco bem as pessoas que aprecio na net e o que fazem, quis mostrar-me presente numa epoca em que mesmo nao acreditando quis deixar o meu apreco
gostei do teu comentario... gosto de pessoas sinceras e diretas ( e comentei isso com o eduardo
que tenhas bons encontros com tudo o que aprecias na vidalaber

Luís Coelho disse...

Gostei muito deste poema.
Parabéns pela forma expressa.
Gostaria que todas as manhãs e tardes fossem assim com esses sabores de amoras e de chuva fria.
Sabor dos beijos e dos desejos que se tocam e trocam no olhar apaixonado.

Abraços de Natal para todos vós

MariAne disse...

Olhe, apenas olhe por enquanto...

SolBarreto disse...

Lindo Filipe!
"Quem me bate a porta
Será voce? Pelo bater de toque levemente
Meus olhos te escutam
As palavras que você não consegue falar"
Não são todos que entendem o que se diz com o olhar, com o coração, com os gestos...alguns so entendem palavras...