Seguidores

terça-feira, 19 de abril de 2011

Onde sou um restante de mim


Onde sou um restante de mim
Estou seguindo as pegadas
Entre o por do sol
Que me queima o coração
Sempre que te vais embora
Quebrando umas asas por voar
No entretanto que não chega
Uma estrela cadente
De um céu para sonhar
Definindo quem sou
No que somos
Para onde vou
Nesta corrida
Que mata a vida
Podes-me agarrar
Para campo aberto
Abraçar o acordar deste mau sonho
Na agua que me afoga
Purificando o amor
Onde sou um restante de mim

3 comentários:

Isa disse...

Olá poeta, vim matar a saudade
de tua poesia, e adorei o que li aqui!
beijinho.
ISa

Cria disse...

Intenso, muito bem articulado, parabéns ! Beijo.

Lu Nogfer disse...

Lindo poema!

Hoje vim especialmente pra lhe desejar uma feliz pascoa com muita alegria e paz!

Beijos no coraçao!