Seguidores

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Ate chegar meu entardecer



És tu
No eterno eu
Sempre tu
Madrugadora

De palavra
Sonhadora
De anseio
Sempre lutadora
Na vida
E lá fora
Sonata em nada especial
Magnifica em simplicidade

Caminhante
Na lua
Espírito de rua
Vestindo roupa nua
Amando tudo que perdura
Aceitando sua quimera
Chorando sem espera
No sorriso que chegara

Valquíria cavalgante
De voz estonteante
Coração sufocante
E eu apenas
No apenas
Serei no máximo
Teu aspirante
Algo por trazer por perto
No longe que te acerco

Um pedaço
De papel
Um pouco de mel
Feito ao teu luar

E se você bem
Eu conheço esse lugar
Já me convidou para lá sentar
Conhecer e orar

Chamar por mim
Em nome de Deus
Que ama os seus
Chamando por ti
Porque te vi

E não te amei
Primeiro
Me apaixonei
Depois
Amei
E cuidei
Sem saber porque
Nesses porquês ridículos
Nem mesmo seus nomes quis saber
Porque apenas no apenas
Te amei
Ate chegar meu entardecer



2 comentários:

Vanessa Goara disse...

"Porque apenas no apenas
Te amei!"

Lua Nova disse...

"...És tu no eterno eu..."
Muitas vezes procurei as palavras pra dizer isso e não achei. Pois aí está a frase magistral!
Que bom que nos encontramos.
Beijokas e seguindo...