Seguidores

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Que me importa



Eu apenas me esviscero
E vislumbro
Acendo apenas
Mais um cigarro

E eu fumo descontraído
Junto a um poste qualquer
Que me ilumina a noite
Ouvindo os berros de uma criança
Que questiona a dor
Eu apenas fumo meu cigarro
Entregue a rua
A nébula que a noite
Ao céu trouxe
Ouvindo os berros
De mais uma mulher agredida

E eu apenas fumo meu cigarro
Mesmo ao grito do socorro
Que me importa
Tenho mais cigarros para acender

Em frente uma casa sem porta
De janela derrubado
O velho roga por não ter telhado
A velha por não ter o filho assalariado

Mas eu apenas deslumbro meu cigarro
Esviscero
Desgarrado
Eu subo ao telhado

E sem ser mal educado
Apenas pergunto
Queres um cigarro?
Porque aqui em baixo
Esta tudo abrigado
Marujo das palavras

1 comentário:

* verinha * disse...

Completamente alienado ao mundo que lhe rodeia..

Um beijinho em seu coração..
*verinha*